Qual a bolsa de menos de US$ 100 se tornou hit entre famosas fashionistas?

quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

  

Imagem: Internet

O modelo Gabbi da marca americana JW Pei conquistou nomes como Gigi Hadid, Emily Ratajkowski, Hailey Bieber, Irina Shayk, entre outras fashionistas.

Olhando seu feed no Instagram provavelmente você já viu alguma fashionista usando uma mini bolsa de alça franzida no ombro ou alguém fazendo um vídeo de unboxing no TikTok. A peça já caiu no gosto de um time de fashionistas, incluindo as modelos Gigi Hadid, Emily Ratajkowski, Hailey Bieber, Irina Shayk e a atriz Meghan Fox, além de influencers como Aimee Song – só para citar algumas.

 
Gigi Hadid (Foto: GC Images)

O modelo de estilo Hobo é a Gabbi da grife americana JW Pei, fundada em Los Angeles em 2016 pelo casal Yang Pei and Stephanie Li. "A inspiração por trás da marca foi a ideia de que a moda deve ser acessível, simples e empoderadora", diz a etiqueta.

Seu sucesso absoluto pode ser atribuído a dois motivos: o preço mais acessível de US$ 89 (cerca de R$ 503) e o seu apelo sustentável: a bolsa é de couro vegano feito a partir de garrafas plásticas recicladas.

Aimee Song (Foto: Reprodução/ Instagram)

Disponível numa variedade de cores (dos clássicos preto e branco, passando por tons pastel ao verde e laranja vibrantes) e com fecho magnético, a bolsa da JW Pei é entregue no mundo todo. Outro modelo que já vem despontando como hit no street style é a FEI, usada por Emili Sindlev na foto abaixo.

Por: Vogue

Skincare além do rosto: 13 produtos para cuidar da saúde da pele do corpo todo, dos pés à cabeça

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

  Imagem: Internet

Do pescoço e colo ao bumbum, uma nova leva de produtos de skincare oferece cuidados para todas as regiões do corpo e ganha protagonismo na rotina de beleza

Se antes o rosto era o foco do skincare, agora é a vez de expandir os cuidados para o corpo inteiro, apostando em produtos que garantem uma pele saudável para todas as regiões. Do pescoço e colo, que ficam tão próximos à face e costumam ser esquecidos, às mãos que sofreram com o uso constante do álcool em gel nos últimos anos, confira novos produtos que prometem uma cútis hidratada e protegida dos pés à cabeça.

Para o couro cabeludo:

A queda de cabelo foi uma das maiores reclamações no setor de beleza durante a pandemia. Por isso, levar a ciência do skincare para produtos focados no couro cabeludo virou uma das tendências mais atuais do mercado de beauté. Novas fórmulas surgem pensadas para auxiliar no controle da oleosidade, na nutrição e em combater o ressecamento e a irritação. Um exemplo é o Elevating Scalp Recovery Treatment da Davines, R$ 646, que possui ação anti-inflamatória e hidratante. Para acabar com o acúmulo de resíduos, um dos principais problemas que acomete o local, a Tangle Teezer lançou recentemente a escova Scalp Exfoliator, R$ 100, que pode ser combinada com a máscara de tratamento Hibiscus da Rated Green, R$ 39.

Para as mãos:

Produtos para as mãos (Foto: Divulgação)

Em ação a todo momento, nossas mãos e punhos são expostos a diversos elementos que prejudicam a saúde da pele, como os raios solares, atritos e, mais recentemente, altas quantidades de álcool em gel. Trazendo o glamour do skincare para a área, confira o Prestige La Crème Mains de Rose da Dior, R$ 415, e o Les Mains da Hermès, R$ 590.

Para pescoço e colo:

Produtos para o pescoço e colo (Foto: Divulgação)

Apesar de serem vizinhos do rosto, o pescoço e o colo costumam ser negligenciados quando o assunto é skincare. A menor concentração de glândulas sebáceas torna essas áreas mais sensíveis à ação do envelhecimento, além de serem regiões suscetíveis a desenvolver linhas de expressão, que surgem em função dos hábitos de postura. Para tratar diretamente essas questões, veja o Collagen Pescoço e Colo da Adcos, R$ 219, e o Creme Extra-Firming Energy da Clarins, R$ 709.

Para o corpo todo:

Produtos para o corpo (Foto: Divulgação)

Se você achou que as fórmulas de skincare com ácidos, antioxidantes e vitaminas estavam reservadas apenas para a região do rosto, prepare-se para uma surpresa. Os ativos do momento migraram para os produtos de corpo e prometem uma pele mais saudável e uniforme nos braços, pernas, troncos e até bumbum. Para cuidar dessas áreas, aposte em novidades como o T.L.C. Glycolic Body Lotion da Drunk Elephant, R$ 285; o Brazilian Bum Bum Cream da Sol de Janeiro, R$ 300 (que passou a ser vendido há pouco no Brasil); e o Yarrow Pom Sérum Corporal da TERRA, R$ 505.

Para os lábios:

Produtos para os lábios (Foto: Divulgação)

Uma boca macia e hidratada pode ser conquistada com o mínimo de esforço e o uso de produtos certeiros. Para garantir o efeito glow nos lábios, a Polpa Esfoliante para Lábios, da Quintal Dermocosméticos, R$ 70, é um bom primeiro passo, pois retira as células mortas e abre espaço para uma absorção mais eficiente do hidratante. O Hidratante Labial com rosas e esqualano da Biossance, R$ 89, oferece uma nutrição intensa aliada à ação antioxidante, enquanto o Le Lift Soin Lèvres et Contours da Chanel, R$ 705, preenche os lábios e suaviza as linhas de expressão ao redor deles.

Por Thaís Varela

Fonte: Vogue

Metaverso? Já é possível viver experiências de beleza apenas no ambiente digital

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Metaverso, é você? Enquanto não vivemos completamente em um universo (paralelo) online, algumas experiências digitais do mercado de beleza já dão um gostinho do que é possível fazer com a tecnologia.

Em meados de novembro, a marca de maquiagem Charlotte Tilbury anunciou a entrada no Metaverso com uma nova loja virtual, chamada Charlotte’s Virtual Beauty Gifting Wonderland. A experiência de realidade aumentada e virtual, criada em parceria com a plataforma de e-commerce Obsess, permite que os usuários convidem até quatro amigos para se juntar a eles numa experiência de compra. É possível conversar com eles via chat durante todo o processo, além de receber consultoria virtual de maquiadores e influenciadores parceiros da marca. Quem compra por lá tem, inclusive, acesso a um batom vendido exclusivamente neste ambiente.

Enquanto a ideia de entrar em um universo completamente online para socializar e fazer compras parece uma realidade distante, outras iniciativas de marcas de beleza já propõem experiências digitais -- e são diversas.

Bonita para caramba e gamer

Dados do Índice Mundial Global dão conta que, em 2021, 53% dos fãs de beleza jogaram ou baixaram ao menos um game gratuito. E como isso se relaciona? Vamos de exemplo. Em fevereiro deste ano, uma ativação criada pela AlmapBBDO e a BBL, empresa especializada em games, colocou a loja online de O Boticário em cenário de aventura. No jogo de realidade virtual, o espaço permitia navegar com seu avatar e jogar Avakin Life. Com ou sem a ajuda da assistente virtual Thaty, os itens do portfólio da marca poderiam ser arrematados usando BotiCoins. As moedas, por sua vez, eram resgatadas em um quizz sobre o mundo da beleza, o Beauty Quest, ou no Fashion Contest, concurso de beleza com produtos. Ele ficou disponível por cerca de um mês e, no encerramento, rolou uma pool party aberta a todos os usuários.


Nova era dos filtros

Se jogar não é a sua praia, tudo bem também. Os filtros do Instagram adiantam um pouco do que a interação rosto-tela pode fazer (para o bem e para o mal). Em tempos de testers restritos em razão da pandemia, aplicativos especializados usam a realidade aumentada para simular aulas de make e mais. O recém-lançado aplicativo Be Beleza Tech ensina o passo a passo do make a partir deste tipo de interface. É só abrir a câmera dentro do app que aparecem inserções explicativas indicando quais produtos e pincéis são ideais para o look. A startup passou pelo programa de aceleração promovido pelo Grupo Boticário, o GB Ventures, e o plano é se tornar um app com vitrine para consultoras em breve.

Misteriosa?

Você pode até conhecer aplicativos que mudam a cor de cabelo, mas que tal uma coloração que só é revelada no smartphone? Assim é a Venus, tintura digital da marca inglesa The Unseen, visível apenas pela tela do celular. É preciso apontar o smartphone com o flash ativado para que a cor apareça na tela.

 

Por Isabella Marinelli

Via Glamour